F.A.Q.

O que é um Fab Lab?
É um laboratório de fabricação digital e que permite a criação de novos produtos (a baixo custo), propriedade intelectual e negócios.
Ao contrário dos centros de inovação comuns, o Fab Lab pretendem ser acessíveis ao cidadão comum, possibilitando o acesso democrático à inovação, à descoberta e à criatividade.

Que tipo de máquinas constituem o Fab Lab?
Os FabLabs possuem um inventário comum com capacidades essenciais para criar (quase) tudo. Os equipamentos iniciais no FabLab Lisboa são: Cortadora laser de 60W, fresadora de grandes dimensões, fresadora de precisão, cortadora de vinil autocolante, scanner 3D, sistema de video-conferência, torno de metal e nylon, cortador de fio térmico e bancada de carpinteiro.

Quem é que pode utilizar as máquinas do Fab Lab?
O FabLab estará disponível a todos os que queiram utilizá-lo, desde crianças a idosos, estudantes a empresas, profissionais ou apenas curiosos.

Quem opera as máquinas?
Após uma primeira introdução ao equipamento, são os utilizadores que operam a maior parte das máquinas de fabricação digital, pois estas são muito fáceis e seguras de utilizar. Assim se assegura uma aprendizagem assente no: “Aprender Fazendo”

A utilização das máquinas é paga? Quanto custa aos “utilizadores” o uso das mesmas?
Por semana, existem 2 “dias abertos” onde os utilizadores só pagam pelos materiais utilizados — podem também trazer os seus próprios materiais. Estes “dias abertos” são Terças e Quintas-Feiras das 10h às 19h. Nos restantes dias, é possível utilizar o equipamento mediante pagamento por hora assim como assistência técnica da nossa equipa. O preço varia conforme o equipamento situando-se entre 5 a 20 eur por hora. O preço dos workshops varia conforme a natureza e duração dos mesmos.

Para utilizar o FabLab é preciso inscrever-me previamente?
Sim, é preciso registar-se no site do FabLab Lisboa.

Podem surgir novos prototipos comercializaveis no Mercado e novas startups a partir do Fab Lab?
Apesar dos Fab Labs terem como premissa a partilha de conhecimento entre laboratórios num modelo de open-source, não há impedimento para a criação de Propriedade Intelectual, partilhada entre o laboratório e o respectivo inventor.
Assim podem e devem surgir novos produtos e eventualmente a criação de um potencial negócio, sendo o papel do Fab Labs prestar assistência técnica ao inventor.

Qual é o horário de funcionamento?
Os chamados “dias abertos” são 3ª e 5ª feiras das 10 às 18h.

Que género de objectos podem ser “fabricados” no Fab Lab? E que materiais é que poderão ser utilizados?
O lema é: Como Criar (Quase) Tudo. Por isso, a imaginação é o limite. Alguns exemplos: carimbos de borracha, placas em acrilico, mobiliário em cortiça, circuitos electronicos para casas inteligentes, robôs, moldes em plastico, impressões 3D, vestuário, aplicações para gastronomia… Todos os dias nascem novas ideias nos FabLabs no mundo. No FabLab Lisboa daremos especial atenção a cortiça e compósitos.

Qual o objectivo da Câmara Municipal de Lisboa ao lançar o FabLab Lisboa?
O objetivo é que dentro deste espaço, se possa fazer quase tudo, visando o desenvolvimento social e economico, seja a nível individual ou comunitário. Com este Laboratório a CML pretende estimular a inovação, a criatividade e o empreendorismo, tornando realidade o protótipo de uma ideia.

É gerido o pelo município?
Sim, é um serviço municipal.