Suporte automóvel para prancha de surf

Os sistemas de transporte para pranchas de surf existentes no mercado actual são pouco versáteis em termos de utilização em diferentes veículos. As barras existentes são concebidas para um determinado veículo não podendo ser adaptadas a outro. Perante esta situação, o objectivo deste trabalho consiste em desenvolver um sistema universal para qualquer marca ou modelo de veículo.

Tudo começou no meu projecto final realizado no curso de Engª. Mecânica no ISEL [1]. No projecto podem-se ver os desenhos realizados ao longo de todo o processo, até chegar ao suporte final e as simulações realizadas em Solidworks de acordo com a norma ISO/PAS 11154. As simulações comprovaram que o sistema de ventosas utilizado tinha “pés para andar” pelo que o passo seguinte foi remodelar o produto de modo a poder produzi-lo tendo presente a minha falta de experiencia em produção e a falta de máquinas disponíveis.

As etapas do processo de produção foram as seguintes:

Modelagem
Após modelado o suporte final foram realizadas rápidas simulações para comprovar que este iria aguentar os esforços. O suporte final é formado por duas peças, uma superior e outra inferior, sendo que as duas peças estão ligadas por dois parafusos M6. Este sistema de transporte é formado por quatro ventosas e quatro suportes.

Peça finalFigura 1 – Peça final

exemplo de uma simulação realizada

Figura 2 – Exemplo de uma simulação realizada

2 - Produção de peça em madeira no FabLab Lisboa
As peças de madeira foram feitas em mdf para comprovar a funcionalidade de prender a prancha ao suporte, de prender o conjunto ao carro e também utilizadas como molde na produção das peças finais em alumínio. Neste processo foi utilizado a fresadora CNC de grandes dimensões. máquina de cnc, peça superior

Figura 3 – Máquina CNC, Peça superior

máquina de cnc, peça inferior

Figura 4 – Máquina CNC, Peça inferior

ventosa fixa num carro

Figura 5 – Ventosa fixa num carro

img 06

Figura 6 – Sistema completo

3 – Produção da peça final em alumínio
Confirmada a funcionalidade do sistema, criaram-se as peças em alumínio através do processo de fundição, tendo sido criada por mim, uma mini fundição.

O processo consistiu em fazer: a) o molde em areia utilizando as peças de mdf.     b)  aquecer o alumínio e verte-lo para a areia. c) fazer um acabamento final utilizando uma rebarbadora, já que a areia era bastante grossa.Forno

Figura 7 – Forno

Alumínio a ser vertido para o molde de areia

Figura 8 – Alumínio a ser vertido para o molde de areiaResultado final após retirar da areia

Figura 9 – Resultado final após retirar da areiaVentosa final fixa ao carro

Figura 10 – Ventosa final fixa ao carroSistema final fixo a um carro

Figura 11 – Sistema final fixo a um carro

Obrigado a todo o FABLAB de Lisboa pela disponibilidade em ajudar a tornar este projecto possível.

Atenciosamente,
José Diogo Desterro

[1] http://www.dem.isel.pt/Ensino/outrasActividades/WEMEM_2013/WEMEM2013_Jose_Diogo_Desterro.pdf